Publicado em 1 comentário

Guia de sobrevivência da educação inovadora apoia projetos que querem transformar

educação inovadoraQuantos projetos educacionais que você conhece “morreram” no último ano? Pensando no desafio de continuidade e sustentabilidade de projetos realizados dentro e fora de sala de aula, o jornalista Caio Dib lançou o Guia de sobrevivência da educação inovadora

Com linguagem divertida, leitura rápida e dicas práticas, o livro é resultado de diversas experiências de Caio dos últimos anos. O autor viajou o Brasil de ônibus por cinco meses e conheceu centenas de práticas inovadoras nos últimos anos pelo Caindo no Brasil. Ele também teve uma experiência como educador de um curso extracurricular em escola de São Paulo. “Essa vivência colaborou muito para que eu compreendesse melhor os desafios para a continuidade de projetos educacionais formais e não-formais”, explica. 

Livro dá dicas práticas para os desafios de continuidade de projetos em educação

educacaoinovadoraCom isso, Caio elencou os dez principais desafios para que essa continuidade aconteça. “Dar aulas no ensino básico e superior ou fazer um projeto em uma ONG ou até mesmo em um projeto educacional já é bastante trabalhoso. Muitas vezes, não conseguimos dar tanta atenção à colaboração, registro e divulgação do projeto, negociação com tomadores de decisão e até mesmo financiamento”, conta. 

Para isso, o jornalista entrevistou professores de sala de aula, educadores informais, profissionais do Terceiro Setor, astrônomos, engenheiros, preparadores vocais e mentais, psicomotristas e outras pessoas que conseguem encontrar soluções criativas para esses desafios. “Nunca imaginei que aprenderia sobre colaboração com um engenheiro aeroespacial ou sobre como cuidar da saúde com um preparador vocal. Também pude conhecer vários professores e educadores que se destacam e fazem a diferença com os recursos que têm”.

É possível conferir todos os tópicos do livro aqui. Confira também alguns dos entrevistados:

Elton Luz – Diretor da EEEP Pentecoste
Charles Floriano – professor estadual
Lucas Fonseca – CEO da Garatéa
Mônica Passarinho – Instituto Toca
Renato Endo – Mental Coach da Deeper.co
Eduardo Pacífico – ONG Gaia+
Maria Eduarda Gomes – professora estadual
Priscila Gonsales – Instituto EducaDigital
Priscila Cruz – Todos pela Educação
Luan Guedes – professor na Noctuam Educação
Claudio Avila Menezes – CEO Industrial LAB
Fátima Vidal Rodrigues – Projeto Autonomia
Publicado em Deixe um comentário

Agência Mural oferece curso “Educação Midiática em sala de aula” para professores

educacao-midiatica-para-professores

Era da informação. O seu aluno chega na sala de aula com o celular na mão e comenta sobre o mais novo vídeo de um canal no YouTube. As aulas agora são mais interativas e os estudantes falam sobre os conteúdos que encontram pela internet. No meio das conversas, você percebe que um aluno confundiu um texto de opinião com uma reportagem. Outro estudante aparece com uma notícia falsa e você se preocupa com as chamadas fake news. Você entende que é hora de debater educação midiática. Mas como planejar uma aula sobre esse tema? Como trabalhar a análise crítica das notícias com crianças e adolescentes? Foi para responder a essas perguntas que a Agência Mural de Jornalismo das Periferias decidiu lançar o curso “Educação Midiática em sala de aula”.

educacao-midiatica

No dia 27 de abril, às 9 horas, a Agência Mural vai abrir as portas de sua sede para receber professores interessados em trabalhar a educação midiática nas escolas. Na formação, a equipe de jornalistas da agência falará sobre mídia, parcialidade e território da notícia. E, é claro, sobre como associar esses conteúdos às disciplinas do Ensino Fundamental e Médio.

Ficou curioso? Para participar, é só se preencher o formulário abaixo e efetuar o pagamento da taxa. A inscrição sai por 20 reais e o dinheiro será usado para bancar os custos com alimentação e com o material no dia da formação.

Agência Mural de Jornalismo das Periferias é uma organização sem fins lucrativos que como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Publicado em Deixe um comentário

Desafio de Aprendizagem Criativa 2019 apoia brasileiros para fomentar soluções educacionais inovadoras

Fotografia de cinco pessoas sentadas ao redor de uma mesa de escritório, rindo e debatendo sobre um assunto.

Fotografia de uma mulher de braços cruzados, em uma oficina, com móveis de madeira e outras ferramentas.
(Reprodução/MIT Media Lab)

O Desafio de Aprendizagem Criativa é um projeto que busca identificar, conectar e apoiar brasileiros que possam ter um papel-chave no avanço de práticas de aprendizagem criativa. Seja em escolas públicas, ou em ambientes de aprendizagem não formais de todo o país. Desta forma, ele tem como objetivo fomentar a implementação de soluções inovadoras que ajudem a tornar a educação brasileira mais colaborativa e inclusiva. O Desafio foi organizado pela Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, e conta com o apoio da Fundação Lemann e do MIT Media Lab.

LEIA MAIS: Como mapear tendências com criatividade?

Os projetos apoiados

Os projetos apoiados pelo Desafio podem abordar novos produtos, serviços, ações educativas ou formações. Todas elas com ou sem o uso de tecnologias digitais. Cada projeto apresentado pode indicar 1 ou 2 Fellows para serem os pontos de contato da equipe e para serem representantes nas atividades do programa. Eles devem ser pessoas com experiência em educação e com um forte empenho em ajudar a transformar a educação pública formal e não formal de todo o Brasil.

Os Fellows podem ser artistas, educadores, pesquisadores, desenvolvedores de tecnologia, empreendedores e tomadores de decisão.  Eles não precisam necessariamente ter formação em áreas de tecnologia. No entanto, devem ter interesse no uso de novas tecnologias para promover a aprendizagem criativa.

VEJA TAMBÉM: Jovem roda escolas públicas de SP para incentivar jovens a buscarem seu propósito

Fotografia de dois homens sentados, conversando e sorrindo.

A Bolsa

Os representantes selecionados ganharão uma Creative Learning Fellowship para ajudar a implementar seu trabalho. Haverá também um grande apoio técnico, educacional e logístico para implementar seus projetos. Como exemplo, veja aqui as temáticas selecionadas no Desafio de 2017 e no Desafio de 2018Cada projeto selecionado receberá 3 mil dólares para serem utilizados nas atividades relacionadas ao Desafio. Outras despesas relativas aos encontros presenciais dos Fellows e à viagem ao MIT Media Lab serão custeadas pelo MIT.

Ao entrarem para essa rede de profissionais, tomadores de decisão e pesquisadores, eles podem aprender com as experiências do grupo. Assim, juntos, eles podem ajudar a transformar a educação brasileira em algo que fomente cada vez mais o potencial humano dos alunos e contribua para a construção de um mundo mais significativo para todos.

E TAMBÉM: 5 formas de estimular a criatividade

Inscrições

O Desafio Aprendizagem Criativa Brasil ocorrerá de março a dezembro de 2019. Durante este período, os Fellows selecionados terão encontros presenciais e participarão de reuniões virtuais mensais. Além disso, passarão uma semana no MIT Media Lab e trabalharão nos seus projetos finais.

As inscrições vão até o dia 13 de janeiro de 2019 e devem ser feitas única e exclusivamente através do formulário na página oficial do desafio no site do MIT do Media Lab. Ainda tem alguma dúvida? Eles fizeram um vídeo bem interessante, olha só: https://www.youtube.com/watch?v=Z8KAJXn1L0g

Publicado em Deixe um comentário

65 principais eventos em educação de 2018

Fotografia do Caio Dib, fundador do Caindo no Brasil, sorrindo e apoiado em uma árvore. Na sua camiseta está o texto "R.I.P aula chata".

Nós continuamos com a busca por uma educação cada vez melhor. No ano passado, reunimos os maiores eventos que agitaram esse setor no Brasil. E em 2018 não poderia ser diferente. Selecionamos e reunimos os encontros que promovem uma educação realmente transformadora. Olha só a nossa lista com os principais eventos em educação deste ano, para você ficar de olho em todos! 

Fevereiro

9º Encontro de Psicopedagogia. No dia 22, a Universidade do Vale do Paraíba (Univap) realizará o 9º Encontro de Psicopedagogia. Com o tema central “A beleza de ser um eterno aprendiz”, a noite vai contar com 4 palestras sobre superação e desenvolvimento humano. Saiba mais. 

Educação na Roda. A primeira edição do evento discutirá as ações desenvolvidas pelo núcleo de Ação Educativa (NAE) da Pinacoteca com público da saúde mental. O evento vai acontecer no dia 23. Saiba mais.

Pátio Digital: chatbots na educação. Os encontros abertos da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo acontecem quinzenalmente. No próximo dia 22/2, o encontro vai falar sobre chatbots na educação. Cada vez mais famosos, os “chatbots”, ou atendentes virtuais, são ferramentas inovadoras que garantem uma interação inteligente e ágil com os usuários. Saiba mais.

Palestra Internacional com Alejandro Adler. O Instituto Educação Positiva vai promover, junto com o Instituto do Caráter, uma palestra com o pesquisador e doutor Alejandro Adler. No evento, que vai acontecer nos dias 21, 22 3 23, ele estará apresentando detalhes sobre projetos e resultados da implementação da Educação Positiva no mundo. Saiba mais.

AMPLIFICA. Esse evento é para professores e entusiastas de novas alternativas educacionais. Ele roda o Brasil com um formato dinâmico, divertido e com mais mão-na-massa. O projeto foi destacado como uma das tendências de 2018 pelo Caindo no Brasil. Saiba mais.

Março

Hackathon Tá de Pé. Este é um desafio de desenvolvimento de soluções a partir de dados do Projeto Tá de Pé, ganhador do Desafio Google de Impacto Social 2016. O evento está em sua segunda edição. Ele será realizado entre os dias 10 e 11 de março, na cidade de São Paulo. Saiba mais.

Festival de Invenção e Criatividade. O evento reúne pessoas de diferentes idades e áreas e apresenta diversos materiais e tecnologias high e low tech. Além disso, ele ainda estimula a participação de todos em atividades, para aprenderem de forma estimulante e descontraída. O evento será entre os dias 13 e 14 de março. Saiba mais.

Educação de Alma Brasileira. No dia 1o acontecerá o lançamento oficial do livro Educação de Alma Brasileira, no Instituto Singularidades, em São Paulo. De maneira didática e profunda, a obra propõe um caminho para a Educação de Alma Brasileira. Nele, educadores e relatos de experiências reconhecem a alma brasileira como força nossa. Saiba mais.

Educar sem pressa. “Educar sem pressa: desafios diante da aceleração social do tempo” é um encontro que busca refletir sobre os desafios apresentados pela cultura da velocidade à educação. Para ajudar com essa questão, o evento vai contar com reflexões, debates, exposições e exercícios práticos. Será no dia 24, em São Paulo. Saiba mais.

Debate Escolas Transformadoras. Com o tema “Fazer junto: parcerias transformadoras entre família e escola”, esse encontro vai abordar alguns temas como as principais tensões na relação família; quais os aspectos positivos do fortalecimento da relação escolas-família, entre outros. O debate online, no dia 13, será transmitido ao vivo no Facebook. Saiba mais.

Encontro “Juventudes e Gênero”A inserção dos jovens no mercado de trabalho e a igualdade de oportunidades para mulheres e homens são temas urgentes. Os desafios para dar voz às juventudes e suas diferentes identidades também. A partir desse cenário, surge o encontro Juventudes e Gênero. Ele acontece no dia 15, no RJ. Saiba mais.

ELAS nas Exatas – 1º Seminário Elas nas Exatas. Em março, acontecem dois eventos no RJ que discutirão equidade de gênero na educação pública. Um deles é o 1º Seminário Elas nas Exatas, que será no dia 19. O evento busca debater a importância da promoção da equidade e do enfrentamento das desigualdades. Saiba mais. 

ELAS nas Exatas – III Diálogo ELAS nas Exatas. Já nos dias 20 e 21 de março acontecem este evento que reunirá representantes dos 10 grupos apoiados no II Edital ELAS nas Exatas. Essas iniciativas visam a inserção das meninas nas áreas de ciências tecnológicas e exatas através da equidade de gênero no ambiente escolar. Saiba mais.

4ª Conferência de Educação. A necessidade de promover um ambiente feliz, seguro e estimulante para que ocorra a aprendizagem dos alunos é o tema desse evento, promovido pela St. Paul’s School, nos dias 24 e 25 de março, em SP. Com o tema “Corações saudáveis, Mentes saudáveis”. Ele será voltado para educadores e contará com oficinas práticas. Saiba mais.

Fórum de Educação Integral para uma Cidade Educadora. Evento vai acontecer em SP, em março e junho. Desta vez, ele apresenta os Encontros do Fórum de Educação Integral para uma cidade educadora – 1º Ciclo. Os encontros abo rdam a educação integral na cidade como importante espaço de articulação. O primeiro encontro será no dia 29. Saiba mais.

Abril

II Congresso Brasileiro de Tendências e Inovação na Educação. Encontro vai acontecer no dia 14 e abordará as tendências da educação no Brasil. Seu objetivo é compartilhar práticas inovadoras por meio de palestras, debates e atividades. Haverá a participação de Mario Sergio Cortella, João Rilton, Carolina Defilippi, Marcelo Veras entre outros. Saiba mais. 

II Simpósio Nacional “Por uma escola inovadora e inclusiva”. a segunda edição do do evento terá como tema “o desafio das diferenças e o combate consciente a todas as formas de violência escolar”. O evento vai acontecer nos dias 26 e 27, na UNIFAL, em Minas Gerais. Saiba mais.

Desescolarização e suas possibilidades. Evento vai debater sobre o que é a desescolarização, compartilhar saberes e vivências, co-construindo um espaços de diálogo, escuta e cuidado mútuo a respeito do asssunto e tudo o que nos toca nesse processo de aprendizado. O encontro será no dia 8, em SP, mas haverá uma atividade prévia online no dia 4. Saiba mais. 

From Games to VR: Implications for Education and Business. Estamos no meio de um cenário de transformações tecnológicas que afetam muitas carreiras e organizações. Pensando nisso, a FEA – USP recebe esse debate sobre games, realidade virtual, educação e negócios. O evento vai acontecer no dia 6 e será em inglês. Saiba mais. 

2ª edição do Conexão EducaDigital. Esse evento tem como tema Competências REA e lançamento do REliA. O Projeto REliA é uma plataforma de referências externas de Recursos Educacionais Abertos. O encontro será no dia 5, em São Paulo. Saiba mais.

Ilustração de um carro Fusca na cor verde-água. Na paisagem há algumas folhas, um sol e o céu vermelho. Há o texto "Canvas Roadshow 2018".

Canvas Roadshow 2018 América Latina. A tecnologia na educação é uma ferramenta cada vez mais presente. E seu uso pode colaborar no processo de ensino e aprendizagem e promover o engajamento dos estudantes. O objetivo do evento é levar possibilidades, conceitos, metodologias e debates sobre o assunto para educadores. Ele acontece no dia 4, em SP. Saiba mais.

Conversas do Cuore – Como criar rede de apoio?. Esse encontro busca conversar sobre a necessidade de uma rede de apoio para não exaurir mães e pais na criação dos pequenos. Eles vão abordar ações práticas para formar a “aldeia urbana” e também assuntos como autocuidado, parceria adulto-criança e auto empatia. O evento será no dia 19, e, SP. Saiba mais.

3º Encontro de Educadorxs Populares de São Paulo.objetivo do evento é promover (re)encontros entre educadoras e educadores populares nas mais diversas áreas, através de muita reflexão e meditação. Ele vai acontecer no dia 7, em uma anti-clínica e espaço de acolhimento, em SP. Haverá também terá um almoço comunitário. Saiba mais. 

Palestra Inovação em sala de aula. No dia 25, o IBFE vai realizar uma palestra sobre inovações na sala de aula. Gratuito, o evento será em SP e ministrado por Marcelo Veras. O especialista vai tratar sobre a educação atual e do futuro, os desafios de engajar alunos em sala de aula, as metodologias ativas e alguns exemplos de sequências didáticas. Saiba mais.

Maio

Festival Path. O maior festival de inovação e criatividade do Brasil reúne educadores de diversas partes do país. O evento será nos dias 19 e 20 de maio e promove encontros entre a comunidade criativa e interessados na em educação, empreendedorismo, audiovisual, agronegócio, sustentabilidade, entre outros. Desde 2015, o Caindo no Brasil é o curador oficial da frente de educação do festival. Saiba mais.

XX Fórum de Estudos: Leituras de Paulo Freire. A Unisinos receberá o evento que tem como tema principal o legado e presença de Paulo Freire no Rio Grande do Sul. O encontro acontece entre os dias 3 e 5. O objetivo é promover um encontro de estudos, diálogos, reflexão crítica, as repercussões e as influências da presença de Paulo Freire no RS. Saiba mais

IV Seminário ForTEC. Evento acontece nos dias 29 e 30 na Universidade do Estado da Bahia (UNEB). O tema é “Tecnologias digitais, redes e educação: perspectivas contemporâneas“. O encontro tem o objetivo de compartilhar produções, discussões e estudos sobre os desafios do processo formativo mediado por tecnologias. Saiba mais

VIII Jornada Educação a Distância. Evento aborda Metodologias Ativas, Blended Learning, Sala de Aula Invertida, EaD na Educação Básica, entre outros. Ele acontece em SP, no dia 12, na Universidade Santo Amaro. Haverá palestras, debates, apresentações, demonstrações e workshops. Saiba mais

Seminário Online BNNC na Prática. O ciclo de webinars “Vozes da educação Moderna” convida especialistas em educação para refletir as particularidades da BNCC na Educação Infantil e Ensino Fundamental. Serão 10 palestras transmitidas ao vivo. A palestra de lançamento será ministrada por Anna Penido, do Instituto Inspirare, responsável pelo portal Porvir. Saiba mais

Seminário Ensino Bilíngue e Pensamento Computacional. Encontro busca debater o ensino de competências e projetos voltados para o desenvolvimento dessas habilidades. O evento começa em maio e vai rodar todo o país durante os próximos meses para debater o assunto. Saiba mais.

Junho

2° Congresso Nacional de Educação de Poços de Caldas. O evento acontecerá nos dias 8 e 9 de junho. Seu objetivo é possibilitar a integração entre diversos atores educacionais, através de um processo de reflexão e atualização sobre temas e desafios contemporâneos da educação. Saiba mais.

14º Seminário Nacional ABED de Educação a Distância. O tema do SENAED deste ano é  ”ED MEETS TECH”, ou seja, o encontro entre educação e tecnologia. O evento busca discutir o futuro da educação e reúne instituições de ensino, educadores, empresas de tecnologia, startups e investidores e será nos dias 29 e 29 de junho, em SP. Saiba mais.

Mesa Redonda Gênero e Relações de Poder na Matemática. Em parceria com o Colóquio do MAP, o Ciclo de Debates “Matemática: substantivo feminino” organiza a mesa redonda “Gênero e Relações de Poder na Matemática”. O encontro acontecerá no dia 8 de junho, às 14h, em SP. Saiba mais.

Medicalização da Infância: doenças que se pegam na escola. O encontro apresenta de forma introdutória os equívocos presentes na lógica do discurso dos profissionais da saúde e da educação que afirmam diagnósticos de TDAH e Dislexia. O evento acontecerá no Instituto Singularidades, em SP, no dia 16. Saiba mais.

Fotografia do Caio Dib, fundador do Caindo no Brasil, sorrindo e apoiado em uma árvore. Na sua camiseta está o texto "R.I.P aula chata".

OPEN DAY com Caio Dib. Pais, educadores e instituições de ensino precisam rever seus conceitos. Como as escolas e universidades estão se transformando para os novos cenários? O pesquisador e fundador do Caindo no Brasil, Caio Dib abre um debate sobre este tema tão atual no próximo Open Day, dia 16, na EBAC. Saiba mais.

Seja o piloto do seu cérebro – NeuroPractitioner. Esse workshop vai acontecer no dia 19 de junho, no IBFE, em SP. Gratuito e aberto ao público, o evento será ministrado por João Rilton. Ele apresentará caminhos para pessoas se tornarem conscientes das suas reações emocionais. Saiba mais.

Lançamento do Programa de Cooperação em Pesquisa. A Secretaria Municipal de Educação (SME), em parceria com a UNESCO, promove o lançamento do Programa de Cooperação em Pesquisa, que com métodos abertos e colaborativos, disponibiliza instrumentos para aproximar o campo acadêmico dos desafios da gestão municipal. Será no dia 26, em SP. Saiba mais.

Julho

X Colóquio de Cartografia para Crianças e Escolares. Este evento acontecerá junto com o I Encontro Internacional de Cartografia Escolar e Pensamento Espacial, que tem como tema “As Diferentes Linguagens no Mundo Contemporâneo”. Os eventos vão discutir sobre como a Cartografia na escola pode contribuir para a relação do ensino e aprendizagem em escolas e outros espaços, tanto físicos como virtuais, trazendo mais sentido e engajamento na educação. A abertura do colóquio será no dia 9 de julho. Saiba mais.

Diálogos Compartilhados – pós viagem Reggio Emilia. No dia 20 vai rolar um encontro na Casa Diálogos com Fabiane e Telma, criadoras do projeto. O objetivo do evento é compartilhar as vivências delas durante a viagem para a Itália, onde elas conheceram mais sobre esse modelo pedagógico. Saiba mais.

Agosto

2° Congresso Internacional de Jornalismo de Educação. O evento acontecerá nos dias 6 e 7 de agosto, em SP. A edição deste ano focará nas eleições, com o tema “Por um jornalismo de educação relevante nas eleições”. Serão 2 dias de debates, plenárias e oficinas práticas. Saiba mais.

VIII Simpósio Interdisciplinar de Dificuldades de Ensino e Aprendizagem. Esta edição tem como tema “Onde a Neurociência entra no modelo de educação atual? (Ensino Híbrido). Os eixos temáticos são Tecnologias, Singularidades, Mente, Cérebro e Computador. O evento será no dia 25, em SP. Saiba mais.

TALK: novas maneiras de educar e aprender. O seu curso de ensino superior vai te levar para onde? No dia 21, vai rolar um talk sobre tendências e alternativas para o ensino superior.  Nessa conversa, haverá a presença de Miguel Thompson, CEO da do Instituto Singularidades, Carsten Snedker, CEO da EBAC e mediação de Caio Dib, fundador do Caindo no Brasil! Saiba mais.

HUB: conexões para a educação do futuro. Todos precisam dialogar sobre o que é inovação na aprendizagem – e como ela pode ser inserida no dia a dia do ambiente escolar. Para promover esse entendimento, surge a conferência “HUB: conexões para a educação do futuro”. Evento reunirá educadores nos dias 31 de agosto e 1 de setembro, no Museu do Amanhã, RJ. Saiba mais.

Exposição #OCUPASACY. O Sesc Interlagos, zona sul de São Paulo, está com essa exposição interativa voltada para a cultura popular brasileira. Com foco nas crianças, ela aborda o folclore e mostra para os pequenos o universo do saci. A visitação vai até o dia 2 de setembro, com entrada gratuita. Saiba mais.

Setembro

III Jornada Ibero-Americana: Pesquisas em Políticas Educacionais e Experiências na Educação. O evento tem como tema “A educação em tempos de incertezas” e vai debater sobre pesquisas na área das políticas públicas. O evento acontecerá em Brasília entre os dias 4 e 6. Saiba mais.

II Encontro do Fronteiras Educação: Justiça, tolerância e igualdade. Encontro abordará alguns temas-chave para a compreensão dos tempos atuais. Serão abordados ensinamentos de pensadores como Sócrates, Aristóteles, Platão e Tomás de Aquino, além de conceitos como tolerância e igualdade entre os cidadãos, envolvendo ideias de pensadores como Ai Weiwei, Edgar Morin, John Gray e Zygmunt Bauman. Será no dia 12, em SP. Saiba mais.

Lançamento do livro “O futuro chegou! E agora?”. Evento vai acontecer no dia 5, na Bahia. A obra foi escrita por Fabrício Cruz, pedagogo e Diretor Executivo da Atairu. Nela, o autor fala sobre a potência das tecnologias como ferramentas para melhorar a educação e a aprendizagem. Mas é preciso muito planejamento. Por isso, ele mostra como fazer essa ponte. Saiba mais.

Educa Week 2018. Esse evento reúne especialistas para debater e apresentar tendências e inovações aos gestores educacionais das escolas particulares do Brasil. Na sua segunda edição, o evento também vai lançar o Fórum Nacional de Escolas Particulares. Será no dias 24 e 27, em SP. Saiba mais.

Let’s Go Festival. Esse festival busca explorar novas tecnologias e suas aplicações a partir de experiências imersivas. Por isso, ele reune gestores, diretores e coordenadores engajados em promover a transformação educacional nas suas escolas. O evento acontece nos dias 25 e 26, em Curitiba, Paraná. Saiba mais.

Fotografia da exposição "Que monstro te mordeu?"

Exposição “Que Monstro Te Mordeu?”. Até o dia 28, o Centro Cultural Fiesp, em SP, recebe essa programação que aborda emoções com as crianças. A “Monstruosa Exposição dos Monstros“ tem curadoria de Teodoro Poppovic, que ajudou a idealizar o Castelo Rá Tim Bum. Saiba mais.

Outubro

IX Colóquio Internacional de Filosofia e Educação. Esse evento propõe discutir a temática “Filosofia e educação em errância: inventar escola, infâncias do pensar”. Seu objetivo é reforçar o compromisso da Universidade Pública com a promoção de espaços abertos de pensamento. Será nos dias 1 a 5, no RJ. Saiba mais.

24o Congresso Internacional ABED de Educação a Distância. O Ensino a Distância está em constante adaptação e tem muita potencialidade. Nesse contexto, o 24o Congresso Internacional ABED de Educação a Distância terá como tema “Experimentação em EAD”. O evento acontecerá entre os dias 3 e 7 de outubro, em Florianópolis, SC. Saiba mais.

O Futuro da Educação Brasileira. No dia 24, na última semana antes do segundo turno das Eleições 2018, acontece a mesa redonda “O Futuro da Educação Brasileira: Análise Comparativa das propostas de Educação dos candidatos à Presidência da República”. O evento será das 18h às 21h30 e acontecerá no Auditório da Faculdade de Educação da USP. Saiba mais.  

Fotografia de um menino sentado no chão com outros colegas, sorrindo e segurando uma mini lousa com o número dois desenhado em giz branco.

IV Simpósio Internacional e Fórum sobre Adolescência e Educação. Simpósio vai abordar a educação nessa fase da vida e também dará continuidade ao Education Forum. Será nos dias 3 a 5, na UNIFESP, em SP, e esta edição também contará com uma atividade Pré-Simpósio, a “Oficina de Escutatória (Escola da Empatia), no dia 2 de outubro. Saiba mais

Novembro

II Congresso Internacional Comunicação e Educação & VIII Encontro Brasileiro de Educomunicação. O congresso terá discussões sobre os 20 anos de educação midiática e perspectivas históricas e debates sobre a formação profissional e experiências inovadoras pela transformação social. O II Congresso Internacional de Comunicação e Educação e o VIII Educom abrem espaço para 7 oficinas com duração de 3 horas e meia cada uma. Será nos dias 12 e 14, na ECA-USP. Saiba mais.

Cozinhando com o mestre Manish Jain. Encontro vai acontecer em SP, Paraty e Rio e busca unir pessoas interessadas em educação, cozinha e agricultura orgânica, não apenas para jantar, mas para cozinhar junto. A proposta é que todos aproveitem o espaço da cozinha para interagir e trocar experiências. Saiba mais. 

Encontro “Liberdade no Educar”. Evento será uma tarde de reflexões, conversas e práticas. A proposta é refletir e enxergar caminhos para as perguntas sobre esse assunto. Haverá a presença também de Ana Thomaz, educadora, pesquisadora e uma das criadoras da comunidade Amalaya. Será no dia 11, das 14h às 18h, em São Paulo. Saiba mais

Dezembro

Conferência Virtual de Protagonismo Juvenil. Com inscrições até o dia 31 de dezembro, esse evento 100% virtual e gratuito que ocorre anualmente vai reunir especialistas e jovens de todo o país para discutir sobre temas como autoconhecimento, inovação e tecnologia. Será nos dias 11,12 e 13 de janeiro. Saiba mais. 

Espaço BIC® Educa. A empresa lançou esse espaço no Museu Catavento, em São Paulo, com o objetivo de promover o aprendizado lúdico e  criatividade dos jovens. Assim, eles incentivam os visitantes a explorarem o universo da ciência por meio de curiosidades e oficinas de slime, lettering, colorir e escultura. Será nas férias de Janeiro. Saiba mais. 

Publicado em Deixe um comentário

Política e Jogos: Formação de Multiplicadores de Política Criativa

Política e Jogos: Formação de Multiplicadores de Política Criativa

Política e Jogos: Formação de Multiplicadores de Política Criativa

A formação de multiplicadores de Política Criativa busca capacitar os participantes para a metodologia utilizada pela Fast Food da Política, uma organização sem fins lucrativos. Assim, eles podem aplicar e replicar os formatos, conteúdos e materiais em processos de aprendizagem para falar sobre política através de jogos.

LEIA MAIS: Engajamento escolar é prioridade: vídeo do GESTA aborda política e educação

Durante 8 horas, os participantes conhecerão jogos e atividades lúdicas que facilitam processo de aprendizagem. O objetivo é tornar acessíveis e visíveis as regras que determinam o funcionamento do Estado e da Política Brasileira. Afinal, é assim que as pessoas podem se apropriar e interferir no futuro do nosso país. 

Política e Jogos

Para isso, além de conhecer a atuação e experiências da Fast Food da Política, eles terão acesso diversos temas. Entre eles, conceitos de teoria dos jogos, debates sobre o que é ser facilitador e vivências práticas de jogos. Assim, os participantes estarão aptos a replicarem a metodologia ou utilizá-la em conjunto com outras técnicas pedagógicas que já conheçam.

O encontro será no dia 01 de dezembro, das 9h às 18h, e o investimento é de R$100,00. Saiba mais informações no site do Centro de Formação Ação Educativa.

Publicado em Deixe um comentário

Encontro: cozinhando com o mestre Manish Jain em SP, Paraty e Rio

Fotografia de Manish Jain andando em um campo, com o texto "Programação Manish Jain novembro 2018" no lado esquerdo.

Fotografia de Manish Jain andando em um campo, com o texto "Programação Manish Jain novembro 2018" no lado esquerdo.

No dia 14 de novembro, o Espaço ZYM, em SP, recebe Manish Jain. Ele é fundador da Shikshantar e Swaraj University na Índia. Essa instituição propõe uma educação alternativa e de base comunitária, onde os jovens escolhem seus próprios líderes e toda a cidade é vista como um local de aprendizagem. O local se tornou uma referência mundial para repensar a educação e hoje recebe pessoas do mundo todo interessadas no assunto.

LEIA MAIS: E-book gratuito fala sobre a natureza como sala de aula

Neste processo lúdico de ensinar, a cozinha é considerada parte fundamental. Cozinhar junto é uma das formas mais criativa e gostosas de unir as pessoas. Na Shikshantar, a hora do almoço é um momento especial para troca de experiências. Em sua passagem pelo Brasil, Manish Jain participa de uma série de atividades em São Paulo, Rio de Janeiro e Paraty.

Os eventos une pessoas interessadas em educação, cozinha e agricultura orgânica, não apenas para jantar, mas para cozinhar junto. A proposta é que todos aproveitem o espaço da cozinha para interagir e trocar experiências. Em São Paulo, o encontro será no Espaço ZYM, a partir das 18h30. O valor é de R$ 390. Para saber mais sobre a programação Manish no Brasil, acesse o site manishnobrasil.wordpress.com/ ou escreva para manishnobrasil@gmail.com.

Publicado em Deixe um comentário

Encontro “O que pode a infância na vida adulta?”, com Renato Noguera

Raízes Renato Nogueira

Raízes Renato Nogueira

Na contramão de alternativas universais, princípios totalizantes e do elogio ao amadurecimento, essa formação propõe modos infantis para o enfrentamento de grandes questões existenciais. Ou seja, infancializar os percursos da vida. As suas bases percorrem desde o sistema filosófico Wolof, passando pelos cosmosentidos Dagara e a cosmologia judaico-cristã. E vai até estudos contemporâneos de crianças e infâncias.

LEIA MAIS: A necessidade do “nada” na vida das crianças

Um dos pressupostos é de que a infância não deve ser compreendida apenas como uma fase da vida. Mas, sobretudo, como uma condição de experiência humana, um sentido catalisador que permite reinventar o mundo. É um percurso interessado em recusar o desenvolvimento. Mas, assumir o infantil envolvimento com a mais-valia de vida. Uma atitude responsável e comprometida com a necessidade de resistir ao esquecimento da infância, ao avanço da adultidade e às utopias futuristas que apostam no amanhã.

Sobre a formação

A formação é mediada por Renato Noguera. Ele foi iniciado na tradição Griot pelo avô e criado no tradicional bairro de Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. Em sua pesquisa sobre a infância, ele lança o olhar para a arte e educação. Assim, ele articula artes visuais, dança, literatura, música e teatro às práticas educativas com crianças.
 

O percurso acontece nos dias 10 e 11 de novembro, na Casa do Sentir, em SP. Acesse o site do e saiba mais sobre a programação, inscrições e outras informações.

Publicado em Deixe um comentário

Instituto Península lança plataforma de Desenvolvimento Integral com foco nos professores

Fotografia de uma mulher brincando na grama com outras três crianças.

Fotografia de uma mulher brincando na grama com outras três crianças.

O Instituto Península é uma organização que atua nas áreas de Educação e do Esporte. Com o objetivo de fortalecer a qualidade da aprendizagem no Brasil e colaborar com o desenvolvimento pessoal e profissional dos professores, eles lançaram no começo do mês uma plataforma online focada no Desenvolvimento Integral de educadores. A Vivescer é a primeira a desenvolver o professor em quatro dimensões: emoções, mente, corpo e propósito. Além disso, é um espaço para que educadores possam trocar experiências, falar sobre desafios e compartilhar boas práticas.

Foco nos professores

Com foco nos professores, a Vivescer também estimula a criação de uma comunidade. O Desenvolvimento Integral atua nas dimensões física, intelectual, emocional e social dos sujeitos. Com isso, eles podem se conhecer melhor e operar o máximo das suas potencialidades. Além de influenciar diretamente na sala de aula, ela desenvolve habilidades como empatia, resiliência, pensamento analítico-crítico, entre outras. “Lidar com si próprio e com os outros são desafios do nosso dia a dia, e a plataforma trás isso de maneira bem cuidadosa”, conta a professora Rosiane Justino sobre a plataforma. “Agora tenho um lugar para formar-me enquanto ser humano. Tratar das minhas emoções, do corpo, da mente e dos meus propósitos”.

A Vivescer

Nós conversamos com a Heloisa Morel, Diretora do Instituto Península, para entender um pouco mais sobre o que a plataforma pode oferecer. Olha só:

Como as quatro jornadas formativas foram definidas? Serão disponibilizadas novas jornadas?

As jornadas foram definidas com base em pesquisas e consultas a diversos autores. Entre eles o renomado pensador americano Ken Wilber, criador da Teoria Integral. Nós, do Instituto Península, acreditamos na valorização do professor para melhorar a qualidade da Educação no Brasil. Eles são o principal agente para esta transformação e devem estar bem formados e preparados para atender os desafios da profissão. Essa mudança começa a partir do autoconhecimento e do autodesenvolvimento de cada educador. Por isso, apostamos no Desenvolvimento Integral deles, que tem um olhar amplo sobre o desenvolvimento humano e aborda as emoções, a mente, o corpo e o propósito de cada pessoa, sem esquecer as relações, cultura e o sistema em que vivem.

Estas quatro jornadas abrangem a base da formação integral do indivíduo. Assim, os educadores poderão se compreender melhor, entender como se comportam, como se relacionam com outras pessoas e com o ambiente em que estão inseridos, podendo aplicar seus conhecimentos com os alunos, ajudando a solucionar não só os desafios da sala de aula, mas do cotidiano. Para cada jornada, nos preocupamos em oferecer conteúdo de um jeito simples e acessível para todos os professores. As jornadas vão evoluir ao longo do tempo e a ideia é aumentar a oferta de conteúdo de acordo com a evolução dos educadores.

Os professores também têm à disposição o VivescerTV, um canal no Youtube com vídeos que complementam o conteúdo da plataforma. Os primeiros vídeos da VivescerTV envolvem a dimensão emoções e explicam de forma didática e rápida temas como inteligência emocional, empatia e vulnerabilidade compartilhada.

Haverá um esforço por parte do Instituto de incentivar que professores de mesmas escolas ou até mesmo de uma rede inteira participem conjuntamente das jornadas, criando um estudo coletivo híbrido (online e offline)?

Sim, nosso objetivo é formar uma comunidade de professores engajada, ativa e aberta às mudanças positivas. Queremos atingir o máximo de professores, firmando parcerias com redes e escolas. O objetivo é fortalecer a comunidade com a ajuda dos educadores, que indicam a plataforma para outros professores. Além do conteúdo para Desenvolvimento Integral, a Vivescer também é uma comunidade online. Assim, os educadores geram aprendizado entre si e trocam experiências, dúvidas e conhecimento. Ao se cadastrarem, eles podem postar mensagens, perguntas, material didático e trocar ideias e percepções sobre o que quiserem.

Vimos que há uma base teórica bastante estruturada, mas as jornadas também trazem muita prática para o dia a dia do professor. Como foi esse processo de criação?

Todo o conteúdo da Vivescer foi co-criado pela equipe do Instituto Península com educadores. É uma plataforma feita de professor para professor. Sabemos que a educação no Brasil tem muitos desafios e ninguém conhece melhor estes problemas do que eles. Ouvimos suas queixas, preocupações, carências e buscamos formas de suprir essas necessidades.

Destas conversas, tiramos muitos aprendizados que nos ajudaram a definir a plataforma como um todo. Um exemplo é oferecermos sempre um conteúdo simples e que pode ser absorvido de forma rápida. Afinal, o dia a dia é corrido, com uma aula atrás da outra, pouco tempo para corrigir provas, cumprir com a parte burocrática e preparar aulas. E a melhor maneira de levar estas jornadas para eles é moldando o conteúdo com exemplos que eles vivenciam constantemente.

Muitos reclamam da solidão da profissão, pois sentem falta de trocar essas informações com outros professores. Desta queixa surgiu a ideia de criar esta comunidade online. Assim, eles podem compartilhar experiências que funcionaram bem em sua sala de aula e que podem ajudar um colega em outro estado.

Nós, do Instituto Península, trabalhamos para melhorar o dia a dia dos professores. Para isso, precisamos estar conectados a eles. Queremos dar voz a eles e ajudar a encontrar, juntos, caminhos para melhorar a qualidade da Educação Brasileira. Ouvimos o que eles precisam, o que está funcionando ou não e buscamos forma de atender estas necessidades da melhor maneira possível.

Saiba mais e explore a ferramenta no site da Vivescer.

Publicado em Deixe um comentário

Curso sobre Competências Socioemocionais para educadores

Imagem de fundo amarelo com uma foto de Tonia, sorrindo, e o texto "ompetências Socioemocionais para Educadores com Tonia Casarin".

Imagem de fundo amarelo com uma foto de Tonia, sorrindo, e o texto "ompetências Socioemocionais para Educadores com Tonia Casarin".

A Tonia Casarin é uma grande parceira no mundo da educação. Ela é educadora e empreendedora em Educação, e seu foco é o desenvolvimento das competências socioemocionais. Na sua jornada, ao entrar em contato com diversos educadores, há sempre o questionamento: o que seriam as competências socioemocionais? E como elas poderiam ajudar na sala de aula?

LEIA MAIS: Educação mais humana: o que são competências socioemocionais?

Ela explica: “Imagine um mundo em que todos tivessem habilidade de se colocar no lugar do outro. Em que as pessoas pudessem lidar com as situações que provocam as emoções mais extremas. Um lugar onde todos conheçam a si mesmos, suas limitações e seus pontos fortes, que saibam lidar com as diferenças e que entendam e saibam se adaptar ao contexto onde estão inseridos. Um mundo no qual as pessoas tenham iniciativa, confiem umas nas outras e que queiram ter sucesso. Provavelmente, todos gostariam de viver em um lugar assim, apesar de muitas vezes essa realidade parecer tão distante.”

Competências socioemocionais

As competências socioemocionais incluem a capacidade de cada um lidar com suas próprias emoções. Além disso, servem para desenvolver autoconhecimento, se relacionar com o outro, de ser capaz de colaborar, mediar conflitos e solucionar problemas. Elas são utilizadas no nosso dia-a-dia de forma sistemática e integram todo o processo de formação de uma pessoa como um ser integral: indivíduo, profissional e cidadão.

Mas, e se essas competências pudessem ser ensinadas de forma sistemática na escola para as nossas crianças?

Pesquisas apontam que a aprendizagem socioemocional tem grandes impactos. Ela melhora os resultados acadêmicos; reduz conflitos e ajuda os alunos a desenvolverem o autocontrole; melhora as relações entre a escola e a comunidade; mantém o controle dentro da sala de aula; e ajuda os jovens a serem mais saudáveis e bem-sucedidos tanto na escola quanto na vida.

Pensando em ajudar os educadores a entenderem mais sobre esse tema e suas tendências de ensino e aprendizagem, Tonia desenvolveu o curso online “Competências Socioemocionais para Educadores”. Afina, é muito importante preparar os alunos para o século XXI. Nele, são abordados temas como a importância das competências socioemocionais, sobre como a BNCC  aborda esse tema e como desenvolver essas competências no dia a dia da sala de aula. O objetivo é fazer com que os educadores se aprofundem nesse tema e desenvolvam de forma integral seus alunos.

Que crianças você quer deixar para o mundo? Clique aqui e inscreva-se no curso!

Publicado em Deixe um comentário

Download do ebook gratuito “Desafio Diário de Inovações 2018”

Imagem da capa do ebook, com o texto "Desafio Diário de Inovações Segunda Edição".

 

Pelo segundo ano, o Porvir, em parceria com o IBFE, publicou o material “Desafio Diário de Inovações”. Esse ebook foi lançado no Dia do Professor e reúne 19 experiências educacionais inovadoras. Elas abordam da Educação Infantil até o Ensino Superior, entre outras modalidades de ensino. 

LEIA MAIS: MOOC sobre Formação de Gestores de Polos de Educação a Distância

O livro é gratuito e conta com relatos de professores que estão inovando suas práticas para transformar a aprendizagem. Cada projeto é relatado pelo autor levando em contra suas motivações, as principais etapas de aplicação e os resultados obtidos.

A obra também traz dicas de como replicar em outro ambiente a mesma metodologia, como materiais necessários, tempo, fase de preparação e sequência de atividades. Clique aqui para baixar o ebook Desafio Diário de Inovações.

Post com resumo e modificações produzidas pelo Caindo no Brasil da publicação “Baixe ebook gratuito Desafio Diário de Inovações 2018“, do Porvir. Leia a matéria original e na íntegra clicando no link.

Publicado em Deixe um comentário

SP Open Challenge: Prefeitura de São Paulo premiará 5 Startups

Imagem de divulgação do SP OPEN CHALLENGE com algumas informações sobre a competição.

A SP Open Challenge é uma competição organizada pela Prefeitura de São Paulo. Seu objetivo é reconhecer soluções inovadoras que confrontam problemas da cidade e melhoram a qualidade de vida da população. Afinal, essa é a capital da inovação, com mais de 2 mil empreendedores de tecnologia, dezenas de aceleradoras e investidores. Nesse cenário, centenas de empreendedores buscam novas ideias para transformar a cidade num lugar melhor para se viver.

VEJA MAIS: Através de empresa júnior, universitários realizam projeto sustentável de gerenciamento de resíduos com hotel de ecoturismo

Para incentivar e inspirar novos empreendedores, a Prefeitura de São Paulo premiará 5 empreendedores de tecnologia, que já tenham suas soluções em operação, com reconhecimento oficial pelo impacto gerado pelas suas iniciativas. A iniciativa é inspirada pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Saiba mais!

Esses vencedores serão expostos no TECH’n’GOOD Summit, um dos eventos âncora da São Paulo Tech Week, que acontecerá no dia 24 de Novembro. Além disso, a prefeitura publicará no 465° aniversário da cidade um relatório com todas as soluções que participaram da competição.

As 5 áreas de interesse do prêmio são:

Imagem das cinco Categorias do SP OPEN CHALLENGE.

 As inscrições vão até o dia 7 de novembro. Saiba mais no site da SP Open Challenge.
Publicado em Deixe um comentário

Workshop de Game Design Thinking explora múltiplos aprendizados na criação de jogos

 

Fotografia da facilitadora Yvonne explicando sobre um assunto.
Yvonne Carvalho é professora e game designer com experiência em aplicação de jogos no Ensino Fundamental e Médio. Foto: Karla Vidal

No próximo dia 3 de novembro o ProfLab leva para Brasília a formação Game Design Thinking. Esse programa de formações criativas tem a missão de incluir educadores no cenário da inovação. O encontro será das  8h às 17h30 no Nauta, um novo espaço de inovação da capital federal. Os facilitadores dessa formação serão Yvonne Carvalho, educational game designer e professora de História, e Giordano Cabral, músico e professor na UFPE. Ambos apostaram no potencial dos games para educação e são apaixonados por desafios. 

LEIA MAIS: Nova Plataforma do CIEB aborda tecnologia e computação na educação

O ProfLab teve origem no Recife, berço de grandes centros de inovação e um dos maiores polos tecnológicos do país. Ele é um projeto de inovação que ganha vida a partir do compartilhamento de experiências. Na ação atua um grupo de profissionais de múltiplas áreas do conhecimento, todos com carreiras pautadas na educação e criatividade. São pedagogos, designers, comunicadores, engenheiros, psicólogos e artistas. 

Game Design Thinking

Fotografia de três pessoas durante o Proflab, ao redor de uma mesa e discutindo sobre um assunto.

Os jogos são capazes de mudar a forma como interagimos em diferentes espaços. Na educação e nos múltiplos ambientes de aprendizagem por onde passamos ao longo da vida não é diferente. Tanto crianças como adultos podem aprender a partir de games. Basta saber aonde se quer chegar e planejar um bom caminho a ser seguido. Além disso, é possível aprender tanto jogando quanto criando. Essa é a grande marca da formação Game Design Thinking, que combina aprendizagem criativa e Design Thinking. Assim, eles desmistificam o processo de concepção de um jogo, além de demonstrar que todos somos capazes de desenvolvê-los.

“Um jogo de sucesso é sempre divertido para quem joga. E esse objetivo pode ser alcançado de forma simples. A ideia da experiência desenhada para o ProfLab é ajudar a desconstruir a mentalidade de que um jogo para fins educativos precisa seguir formatos pré-determinados como, por exemplo, perguntas e respostas. Às vezes é preciso quebrar um pouco esse pensamento porque talvez isso não seja assim tão divertido”, afirma Giordano Cabral, um dos educadores do projeto.

VEJA TAMBÉM: 7 filmes ótimos para estudar física comendo pipoca

Acontecendo pela primeira vez fora do Nordeste, o workshop Game Design Thinking vai fazer com que os cursistas aprendam jogando bem como vivenciando na prática o que é que os estudantes sentem quando jogos são incorporados às práticas de aprendizagem. A experiência vai receber até 30 pessoas para uma trajetória de 8h de aprendizagem learning by doing. As inscrições podem ser realizadas através do link: http://bit.ly/proflabnonauta.