Showing 13 Result(s)
Imagem de poste e pessoa colando lambe lambe

“Eu gostei dessa aula porque a gente saiu da sala, professora”.

“Eu gostei dessa aula porque a gente saiu da sala, professora”. Aquela fala de Gilberto continua ecoando em mim. Foi no semestre passado que essa aula aconteceu. Conheci uma menina que dava oficina de lambe-lambe e convidei ela para encerrar a aula de poesia concreta no sétimo ano. Alguma coisa acontece quando alguém novo adentra …

Competências professores: Pedro ajudando aluno a subir em árvore

8 competências que professores me inspiram a desenvolver

Passados 16 meses desde meu primeiro dia de trabalho numa escola pública e milhares (literalmente) de aulas me ofereceram a oportunidade de interagir com profissionais brilhantes e observar como trabalham outros professores, a quem aprendi a cultivar admiração, respeito e profunda empatia. São pessoas que reconhecem e admitem os desafios de trabalhar em redes públicas de …

Conexão com estudantes: xícara de café no centro da foto e flores e livro no entorno

A educação é luta e aconchego

Contei para o 8° B que estava fazendo estágio em uma outra escola do bairro. Ensino médio. Noturno. “Escreve uma crônica sobre essa experiência, professora”. Desde quando começamos a estudar crônicas os alunos pegaram gosto pelo gênero. Dia desses Talita chegou com uma crônica que ela tinha escrito. Escreveu assim do nada, porque quis. Enfim, …

Racismo na escola: imagem de homem negro bebendo água com placa "para negros", nos EUA

Racismo na escola: professora e jovem escrevem relato juntas

Seis da matina. Ainda não levantei da cama, mas o barulho do alarme e a luz do celular na cara já me lembram que é dia feira. Tenho evitado ler mensagens antes de levantar como uma tentativa de criar um novo ritual matutino mais saudável. Mas nessa manhã uma mensagem pediu pra ser lida: “Madu, …

Crônicas: imagem de mesa de trabalho vista de cima, com uma máquina de escrever e diversos papéis

Entrelinhas e laços: as protagonistas

“Estou olhando aquele bando de adolescentes com evidente ternura. Pudesse passava a mão nos seus cabelos e contava-lhes as últimas estórias da carochinha antes que o lobo feroz os assaltasse na esquina. Pudesse lhes diria daqui: aproveitem enquanto estão no aquário e na redoma, enquanto estão na porta da vida e do colégio. O destino …

Foto de mulher negra

Camila Coragem: o que ensinar exige

Ensinar exige rigorosidade metódica. Esse é um dos tópicos do sumário do clássico freiriano “Pedagogia da autonomia”. Ensinar exige pesquisa. Ensinar exige curiosidade. Ensinar exige tantas coisas que eu dei conta só de ler o sumário do livro e fiquei dias processando todos os requisitos que Freire me contou naquela noite quente e chuvosa da …

Educação Transformadora

Sobre ser humana, sala de aula, sociedade. E sobre sonhos.

– Estou pensando como posso dizer isso pra senhora sem te ofender. Foi assim que Amanda falou. E eu amei. Respondi empolgada com um “óóótimo!” E fiz um pequeno discurso sobre críticas construtivas. Enfatizo o pequeno discurso por causa de um dos itens do acordo co-construído com o 7° F. A professora não fará discursos …

Lápis e caderno

Três Marias

Eu estava na biblioteca junto com Maria. Um dia antes da avaliação final, ela apareceu pela primeira vez na aula do contraturno. Fiquei o bimestre todo pensando em diferentes estratégias para levar Maria e outros alunos nas aulas de “reforço”. Tive poucos resultados positivos, confesso. Porém, nessa manhã em que Maria me apareceu eu fiquei …

Maria Eduarda Gomes

O dia em que Gabriela deixou Rosalina

Essa coisa de identidade sempre me intrigou muito. Por acreditar que os nomes e apelidos carregam facetas da nossa múltipla identidade, pedi, logo no primeiro dia de aula, para que cada aluno me escrevesse como queria ser chamado. – “Como assim, professora, eu não entendi. ” – “Seu nome é João Lucas, certo? Como você …

Entrelinhas e laços: o dia em que Gabriela deixou Rosalina

Essa coisa de identidade sempre me intrigou muito. Por acreditar que os nomes e apelidos carregam facetas da nossa múltipla identidade, pedi, logo no primeiro dia de aula, para que cada aluno me escrevesse como queria ser chamado. – “Como assim, professora, eu não entendi. ” – “Seu nome é João Lucas, certo? Como você …