ProfLab promove a aprendizagem criativa em mais uma temporada no Recife

Imagem com filtro azul de uma das alunas do curso de formação de professores sentada em uma mesa estudando em um Tablet

O ProfLab é um programa de formações que desenvolve e promove experiências inovadoras de aprendizagem. Agora, com o objetivo de promover a inovação e a criatividade, ele abriu novas turmas na capital pernambucana. Os encontros, que acontecerão a partir de abril, serão liderados pelos educadores do projeto de inovação reconhecido pelo Google for Education e pelo MIT Media Lab. 

Com o desejo de formar inovadores, um grupo de educadores se reuniu e desenhou uma série de práticas criativas de aprendizagem. Assim, eles desenvolveram um programa de formações voltado para profissionais ligados à educação.

A cada ano novos temas são adicionados ao catálogo de formações introdutórias desenhadas para que todos possam acompanhar as trilhas de aprendizagem sugeridas pelos formadores. Para a temporada 2018.1 serão oferecidas oito temáticas: pensamento visual, game design thinking, design thinking, robótica livre, uso criativo de gifs, produção criativa com tic’s, design de experiências de aprendizagem e computação criativa.

Design, tecnologia e criatividade

As turmas têm capacidade para até 24 pessoas. Elas recebem educadores, gestores e profissionais de áreas diversas, todos com vontade de aprender algo novo de um jeito diferente. “Reunimos um grupo de formadores composto por profissionais atuantes em diferentes áreas. Porque acreditamos na importância de promover o diálogo entre profissionais de saberes diversos. É a partir desse diálogo que novas competências podem ser estimuladas e desenvolvidas”, afirma Karla Vidal, uma das idealizadoras do projeto.

Misturando design, tecnologia e criatividade o ProfLab já promoveu 48 turmas e formou mais de 700 educadores. São cursistas que vão para o Recife em busca de capacitação sobre os temas que, por serem inovadores, ainda são pouco abordados nas formações de professores. Em 2018 o projeto viajou para o interior onde realizou uma ação especial na cidade de Caruaru. “O ProfLab Day foi uma experiência nova que reuniu 73 educadores interessados em saber como o ProfLab funciona. Foi a porta de entrada para as formações chegarem ao interior de Pernambuco”, diz Augusto Noronha, também idealizador do programa.

Não existem pré-requisitos para quem deseja participar, além da vontade de aprender e inovar. Serão apresentados conceitos de forma simples e objetiva. Além disso, haverá atividades práticas planejadas para que todos possam dar os primeiros passos nos temas propostos. Protótipos em papel, jogos, memes, gifs e até robôs construídos a partir de sucata estão entre as produções que os educadores serão capazes de concluir durante as formações. Há desconto para inscrições em mais de uma turma e também para inscrições antecipadas. Veja como realizar a inscrição e o calendário completo no site do ProfLab.

3 Comments

  1. Obrigada pelo apoio!

  2. Concordo em absoluto! Por onde começar, Eis a questão! Esta escola terá de se organizar de forma totalmente diferente e não irá servir as editoras. Por outro lado, terá de investir em materiais próprios que não podem ser roubados. Terá de ter mais espaço para menos alunos, logo não será minimamente rentável até porque terá de por os professores a criar situações de aprendizagem em grupo, o que implica uma mudança radical na sua formação em exercício porque deverá ver valorizado esse esforço enorme de partilhar os seus próprios manuais e de interagir com os seus pares para criar sinergias. Parece-me muito possível mas pouco desejável pelas “maravilhosas” chefias desta nossa educação. Ser á que a nova Ordem terá algo a dizer sobre isto? Espero bem que sim, já que alia aprendizagem efetiva a responsabilização de todos os intervenientes (incluindo EEs).

    1. Então, Carlos. As barreiras do “pouco desejável” são muitas e nós já as enfrentamos dia após dia. Mas, acreditamos que para mudar minimamente o que temos hoje alguém tem que fazer algo diferente para servir como exemplo. É o que estamos tentando fazer. Esperamos que o futuro nos reserve boas surpresas porque vamos continuar insistindo nisso. Abraços!

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *