7 filmes ótimos para estudar física comendo pipoca

Física é uma matéria que, muitas vezes, pode ser transmitida de forma muito rígida. E é muito importante que haja uma parte prática e ilustrativa do conteúdo. E os filmes são ótimos não apenas para transmitir conteúdo, mas também para estimular o interesse e ampliar o olhar.

O Portal Universia separou 7 filmes muito legais para abordar essa matéria. Olha só:

1. Interestelar

Imagem de dois astronautas agachados e conversando em uma nave espacial
(Reprodução/Facebook)

O filme se passa em um contexto onde recursos naturais da Terra já estão se esgotando. Isso leva os astronautas a explorarem outros planetas em busca de um local humanamente habitável. A equipe de tripulantes é formada por uma biólog; um ex-piloto da Nasa; um cientista; um físico planetário e dois robôs. Eles precisam avaliar as condições de outros planetas para que a espécie humana continue sobrevivendo.

A ficção científica busca mostrar de forma particular as incontáveis variáveis que organizam o universo. Promovendo reflexões interessantes sobre tempo, espaço, gravidade e buracos negros. O assunto, com certeza, desperta a curiosidade e a imaginação. Além disso, o filme traz quantidade significativa de conceitos da física, e a produção contratou um físico para trabalhar como consultor.

2. A teoria de tudo

O enredo é baseado na vida e na carreira de um dos maiores físicos dos últimos tempos, Stephen Hawking. A trama mostra o valor que o conhecimento tinha na vida do cientista. Afinal, mesmo após o descobrimento de uma doença grave (esclerose lateral amiotrófica), a paixão pela física e pela cosmologia manteve Hawking vivo e esperançoso.

O físico foi responsável pelo desenvolvimento de inúmeras teorias da física contemporânea. Inclusive, muitas lidam com questões como a própria concepção de realidade e da relatividade. Algumas teorias, como a Teoria do Peixe no Aquário Redondo e a Teoria de Tudo, que dá nome ao filme, são apresentadas na obra. Essa e uma ótima fonte de conhecimento e uma história inspiradora de superação pessoal através da educação.

3. Uma mente brilhante

Na onda de filmes biográficos, Uma mente brilhante narra a história de John Nash, um dos gênios dos números e das ciências exatas. O matemático ganhou destaque no universo científico após resolver um problema sobre a teoria dos jogos e ser chamado para prestar serviços de criptografia para o governo americano. Contudo, desenvolveu esquizofrenia e, por isso, vivia um dilema com alucinações e delírios.

O filme é interessante por revelar o envolvimento do matemático com suas ideias. Além disso, ele mostra seu entusiasmo pelos números e sua genialidade, típicas de uma mente realmente brilhante.

4. Perdido em Marte

Mais uma ficção científica que trata da exploração do espaço pelos seres humanos. Nesse filme, um astronauta fica preso em Marte após uma tempestade de poeira, a qual seus companheiros acreditam tê-lo matado. Sozinho no planeta vermelho, esse homem deve enfrentar uma série de desafios para sobreviver nesse novo mundo.

O interessante é que o astronauta, formado em botânica, elabora estratégias com base em seus conhecimentos científicos para sair dessa situação, como a construção de uma estufa para plantar batatas. Questões relacionadas às dinâmicas orbitais, radiação, reações químicas e tecnologia aeroespacial são muito importantes no filme.

5. Apollo 13

Para quem gosta de assistir aventuras no espaço, Apollo 13 é muito legal. O filme conta a história de três astronautas que vão para a Lua e sobrevivem após uma explosão do tanque de oxigênio da nave espacial, tendo dificuldades em regressar à Terra. A história é baseada em fatos reais do Projeto Apollo.

O filme foi lançado em 1995, quando as tecnologias espaciais e os conhecimentos científicos ainda estavam se desenvolvendo e consagrou-se pela famosa frase “Houston, we have a problem”.

As técnicas e procedimentos para retornar à Terra falam sobre física e ciência de modo geral. Eles falam sobre questões relativas ao som, temperatura e movimento de corpos e objetos.

6. Ágora

Imagem da física sentada em sua mesa, olhando para o lado
(Divulgação)

Não só homens estão por trás de descobertas da física. Ágora é uma narrativa sobre Hipátia, uma filósofa, astrônoma e física que viveu em Alexandria no século IV. A criadora do hidrômetro desenvolveu seus pensamentos em um contexto onde os primeiros conceitos da física estavam surgindo. Hoje, o aparelho é utilizado para medir o consumo de água e é essencial para verificação de densidade e volume de líquidos.

Apesar de viver uma cultura patriarcal, que não permitia ou reconhecia o trabalho de mulheres, e profundamente marcada pelos conflitos religiosos, Hipátia firmou sua marca como mulher forte e inteligente, inclusive deixando cálculos que contribuíram para a verificação da distância entre os astros.

7. Particle Fever

O documentário relata as questões relativas a uma das maiores e mais audaciosas experiências científicas: o acelerador de partículas e a busca pelo bóson de Higgs. O documentário tem uma linguagem acessível, que consegue transmitir com precisão o conhecimento sobre técnicas e procedimentos do acelerador para qualquer um, inclusive para quem não entende muito de física.

O documentário acompanha mais de perto alguns dos cientistas que fazem parte do projeto, que pode representar a grande descoberta de todos os tempos ou um assombroso e caro fracasso. A obra é indicada para quem quer aprender mais sobre física moderna, o cotidiano científico, a divisão de átomos em micropartículas e os mais controversos dilemas sobre o universo.

 

Post com resumo e modificações produzidas pelo Caindo no Brasil da publicação “7 filmes sobre física para estudar comendo pipoca“, do Universia Brasil. Leia a matéria original e na íntegra clicando no link.

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *